uma colaboração entre o Maestro clarinetista Paulo Moura e o guitarrista/produtor André Sachs

a collaboration between the Clarinet Maestro Paulo Moura and guitarist/producer André Sachs





Imprensa/Press Links

Exibir álbum


Paulo Moura
 Clarinet, Musical Direction

André "taturana" Sachs
 Guitars, Keyboards, Piano, Electronics, Vocals,Bass, Musical Production

Laudir de Oliveira
Percussion

 

with special guests:

César Conti - Drums on "Ostinato", "Caravan", "Mantenha o Groove" and "Coquetel"

Cliff Korman - Piano on "Mulatas", "Caravan", "Ostinato", ""Coquetel"

Jovi Joviniano - Pandeiro and Additional Percussion on "Mulatas", "Caravan","Ostinato"

Jorge Pescara - Pescara Bass in "Obstinado' ", Acoustic Bass on "Chroma 2" and "Coquetel"  

Benjamin "BJ" Bentes - Bass in "Mulatas" and "Caravan",

Benita Michahelles - Additional Keyboards "Chroma 2"

Ricardo "Magoo" Drummond - Hammond Organ on "Trem do Moura" and "Mantenha o Groove"

Alex Meirelles - Clavinet e Rhodes em "Ostinato", "Macunaima" and "Trem do Moura"

José Carlos "Bigorna" Ramos - All Saxes and Flutes on "Obstinado" and  "Mantenha o Groove"

José Arimatea - Flugelhorn and Trumpet on "Mantenha o Groove", "Caravan", "Mulatas" and "Obstinado"

Greg Wilson - Acoustic Guitar on "Mantenha o Groove"

Luiz Bertoni - Drums on "Trem do Moura"

Paulinho Black - Drums on "Macunaima" and  "Mulatas"

Andrea Ernest Dias- Flutes on "Andina" and "Trem do Moura"

Daniela Spielmann - Tenor Sax and  Alto Sax on "Trem do Moura", Macunaima  and "Coquetel", Flutes on  "Coquetel"

Marlon Sette- Trombone on   "Caravan", "Mulatas", "Mantenha o Groove" e  "Obstinado"

Rodrigo Munhoz - Tenor Sax on "Mulatas" and "Caravan"

Rodrigo Sha - Baritone Sax on "Mulatas" and "Trem do Moura"

Nema Antunes - Baixo on "Macunaima"and  "Coquetel"

Gabriel Grossi - Harmonica on "Caravan" and "Trem do Moura"

Lui Coimbra- Cello on "Chroma 2" and "Caravan"

Bidú Cordeiro - Trombone Baixo on "Caravan" , "Mantenha o Groove" and "Obstinado"

Humberto Araujo - Sax Alto on "Caravan ,Sax Alto, Flute and Piccolo on  "Macunaima"

Reyson Huguenin- Didgeridoo on  "Obstinado"

 
 

Produced by André Sachs

Musical Direction by Paulo Moura

Rhytmic Direction by Laudir de Oliveira

 

Recorded and Mixed @ studio.taturana.com , Rio de Janeiro, Brasil by André Sachs

Mastered by Bob Katz at Digital Domain Mastering

On Sale as a Special Edition CD Distributed by Biscoito Fino


Also mp3 downloads are availble at itunes. amazon and other fine sellers

 Click here to purchase the Book...
The CD "Paulo Moura & André Sachs - Fruto Maduro"is also available as part of the book
Paulo Moura "Um Solo Brasileiro (A Brazilian Solo)" by  Halina Grynberg - Editora Casa da Palavra
 (Bylingual: English and Portuguese)



“PAULO MOURA & ANDRE SACHS – FRUTO MADURO One of the most creative settings we've heard in years for the reed work of Paulo Moura – thanks to a collaboration here with guitarist Andre Sachs, who helps provide some really fresh sounds and different rhythms than we might normally hear on some of Moura's other later work! The style here almost takes us back to Moura's most creative modes of the 70s – still rootsy at the core, with echoes of older choro styles, yet also inflected with some great jazzy touches too – especially on the warmer shadings of the tunes from other instrumentation – which really helps make Moura's clarinet sound rich and expansive. Titles include "Coquetel", "Macunaima", "Andina", "Trem Do Moura", "Obstinado", "Chroma 2", and "Mulatas Etc E Tal". ~ Dusty Groove”

Dusty Groove - jazzchill.blogspot.com

“Lenda da música instrumental brasileira reconhecido como um dos maiores clarinetistas do mundo, Paulo Moura ganha seu terceiro album póstumo em menos de dois anos. “Fruto Maduro”vem de uma parceria tocada entre longos intervalos com o guitarrista e arranjador André Sachs (de 2004 até a ultima internação de Moura). “Mulatas etc e tal…” resgata o suingue setentista, tal como “Mantenha o Groove” e “Caravan”, o clássico de Juan Tisol e Duke Ellington revisto numa vigorosa abordagem samba-jazz. O Restante do repertório é inédito; consiste de idéias de Sachs retrabalhadas em estúdio por Moura (“Coquetel”, “Chorinho pra Mignone”, “Andina”etc.) Já o climático jazz “Chroma 2”vem a ser a derradeira composição do clarinetista.”

Valor Economico - Valor Economico

“Dez Inéditas da Semeadura, entre 2004 e 2007, da dupla formada pelo fabuloso clarinetista Paulo Moura (Falecido em Julho de 2010) e o multi-instrumentista André Sachs (violão,guitarra, teclados, baixo). Sob direção ritmica do percussionista Laudir de Oliveira e participação de Cliff Korman (piano) Lui Coimbra (cello), Gabriel Grossi (Gaita), Andréa Ernest Dias (flauta), Humberto Araújo, Marlon Sette, Bidú Cordeiro, Zé Carlos Bigorna (sopros), o disco viaja por parcerias de Paulo e André, de títulos autoexplicativos como a ensaboada “Macunaima”, o funk reiterativo “Obstinado” e o incandescente “Mantenha o Groove”. Há Ainda releitura do espaçoso standart “Caravan”, em irresistível aclimatação Afro-Brazuca. ”

Tarik de Souza - Billboard Brasil

“Entre 2004 e 2007, o clarinetista Paulo Moura e o multinstrumentista André Sachs (guitarra, violão, baixo, teclados, programação) gravaram as dez músicas que integram o recém editado CD “Fruto maduro” (Biscoito Fino). São inéditas parcerias autorais como “Trem do Moura”, “Obstinado”, “Andina”, “Chorinho para Mignone”, “Macunaíma”, “Mantenha o groove” e “Coquetel” (também de Benita Michaelles, mulher de Sachs), duas apenas de Paulo (“Mulatas, etc e tal”, “Chroma 2”) e uma releitura portentosa da clássica “Caravan” (Irving Mills/ Juan Tizol/ Duke Ellington). Falecido em 2010, Paulo Moura lega, neste disco com André (e participações de músicos como Laudir de Oliveira, Alex Meirelles, Jovi Joviniano, Humberto Araújo, Andréa Ernst Dias, Cliff Korman, Zé Carlos Bigorna, Gabriel Grossi) novas lições atemporais de musicalidade, sutileza e refinamento estético. Ouça duas faixas:”

Tarik de Souza - Canal Brasil - Blog do Tarik

“---começando pelo "fruto", é mais um disco póstumo do inesquecível clarinetista e arranjador Paulo Moura, que divide quase todo o repertório com o guitarrista André Sachs - a exceção é uma cheia de ginga gravação do standard jazzístico "Caravan", que o trombonista porto-riquenho Juan Tisol lançou na orquestra de Duke Ellington, também creditado como seu parceiro na composição... Numa conversa que tive com Moura poucos meses antes de sua morte, ele contou que sua maior paixão sempre foi o jazz, coisa que esse disco atesta.”

Antonio Carlos Miguel - Antonio Carlos Miguel

“O CD apresenta uma música quente e envolvente, como sempre foi a obra do maestro Paulo Moura. Esse trabalho é resultado de inúmeros encontros dos músicos, experimentando e tocando durante cinco anos, com encontros até pouco tempo antes da última internação do maestro... O repertório de dez músicas traz parcerias de Paulo Moura com André Sachs em Chorinho para Mignone, Macunaíma, Trem do Moura, Obstinado, Mantenha o groove e Coquetel, essa com adesão de Benita Michahelles, mulher de Sachs. Sozinho Moura assina a deliciosa Mulatas, etc. e tal que abre o disco e Chroma 2, que fecha o álbum. No caminho recriam Caravan, parceria de Duke Ellington com Irving Mills e Juan Tisol em novo arranjo. Com participação de grandes músicos o álbum Fruto maduro mantém o clima animado e criativo da música de Paulo Moura. ”

Beto Feitosa - Ziriguidum.com

 

“O repertório contempla duas faixas inéditas de Moura (‘Mulatas, etc. e tal...’ e ‘Chroma 2’), seis parcerias com o multi-instrumentista André Sachs (‘Chorinho para Mignone’, ‘Macunaíma’, ‘Andina’, Trem de moura’, ‘Obstinado’ e ‘Mantenha o groove’), uma composta pela dupla, mais Benedita Michahelles (‘Coquetel’) e uma versão carregada de percussão para ‘Caravan’, de Duke Ellington (com Irving Mills e Juan Tisol), em arranjo criado por Moura em 2004. Com aprumada direção afro-brasileira, os dez temas instrumentais do CD foram trabalhados entre 2004 e 2007, mas só finalizados em 2010, após a morte do clarinetista, para o lançamento anexo ao livro.”

Jornal da Paraiba - Jornal da Paraíba

“Lançado na edição de 2011 da Flip (Festa Literária Internacional de Paraty), encartado no livro Paulo Moura - Um Solo Brasileiro, o CD Fruto Maduro ganha edição avulsa produzida pela gravadora Biscoito Fino e lançada neste mês de junho de 2012. O disco tem valor documental por alinhar sete músicas inéditas compostas pelo clarinetista Paulo Moura (1932 - 2010) com o produtor e multi-instrumentista André Sachs. Criados e formatados entre 2004 e 2007, temas como Andina (2006), Chorinho pra Mignone (2005), Macunaíma (2004), Mantenha o Groove (2006) e Obstinado (2006) foram finalizados em 2010, após a morte de Moura. Fruto Maduro é disco feito sob a direção musical do próprio Moura e a sob direção rítmica do percussionista Laudir de Oliveira, conhecedor do universo musical afro-brasileiro tão bem explorado por clarinetista...”

Mauro Ferreira - Notas Musicais

“Fruto Maduro é o registro de uma pesquisa sonora, um processo de construção estética. Na companhia de Andre Sachs, musico e produtor de gravação, Paulo Moura buscou sonoridades refinadas que refletissem as invenções de sopro que buscava na clarineta. Composições antigas relidas, algumas. Outros temas novos e cheios de suingue Foram anos de encontros e regravações com uma verdadeira 'orquestra' de músicos/amigos convidados e arranjos 'eternamente' refeitos. Talvez o maestro clarinetista e saxofonista buscasse aproximar sua obra de um limite novo, sons eletrônicos e musica acústica, numa gama infinita de possibilidades. Uma síntese de maturidade experimental. Um gênio da musica em busca da perfeição. Esta viria ser a ultima gravação de Paulo Moura, finalizada e apurada por Andre Sachs, depois de sua morte.”

Halina Grinberg - Instituto Paulo Moura

“Halina - que também era empresária e produtora musical de Moura - reuniu o material de entrevistas realizadas com ele entre 2008 e 2009. O CD Fruto Maduro levou cinco anos para ser produzido e foi o próprio Moura quem escolheu Sachs para essa função. De fato, o músico edificou sua obra tocando choro, jazz, samba de gafieira, música erudita e tudo o mais, sempre aberto a improvisações, tendências e inovações. O CD que acompanha o livro mostra suas experiências com música eletrônica pela primeira vez, sem distorcer a essência das composições. Das nove faixas assinadas por Moura, duas são só dele, sete são parcerias com André Sachs (violonista, guitarrista e tecladista) e a outra é a clássica Caravan, de Irvin Mills, Juan Tisol e Duke Ellington, em suingado arranjo de samba.”

Lauro Lisboa Garcia - O Estado de São Paulo

“A obra, lançada esta semana no Rio de Janeiro, foi produzida por duas pessoas muito próximas a Moura. O livro foi escrito por Halyna Grynberg, psicanalista casada por 26 anos com o músico. Já o disco teve à frente, por escolha de Moura, o produtor musical e compositor André Sachs. Folhear as páginas do livro é mergulhar na vida do saxofonista e clarinetista que nasceu em Rio Preto e mais tarde se mudou para o Rio de Janeiro com a família. ...Segundo André Sachs, o disco exigiu cinco anos de trabalho. Parte desse tempo extenso está ligado ao grau de excelência que Moura nunca deixava de lado. “Ele era perfeccionista. Vários trechos foram feitos e refeitos”, conta o produtor. Paulo Moura participou das gravações até três meses antes de falecer. Para Sachs, a essência multifacetada do músico é também a essência do disco inédito - assim como nas obras anteriores. ”

Vivian Lima - Diario da Região

“Último registro O disco Fruto maduro, que levou cinco anos até a finalização, exibe um instrumentista em constante metamorfose: ele visita sua própria obra e ainda assim evolui, abrindo os braços para uma produção mais eletrônica, regida por André Sachs. Moura ia à casa de Sachs uma vez por semana. No estúdio — ou “cafofo” — do amigo, eles gravavam com paciência, de vez em quando esbravejavam um com o outro, e se davam o direito de jogar fora e tentar de novo. Com talento e suor, Paulo Moura soprava sons sem idioma, tão brasileiros quanto universais. ”

Felipe Moraes - Correio Braziliense

 

“O CD que acompanha o lançamento, batizado de Fruto Maduro , dá provas desse tempero afro-brasileiro tão acentuado na obra de Moura. Produzido por André Sachs, outro músico com fama de perfeccionista que ao mesmo tempo cede ao improviso jazzístico no momento oportuno, o disco vinha sendo produzido ao longo dos últimos cinco anos. Nele, Paulo Moura mostra, pela primeira vez, o flerte de seu repertório com elementos da música eletrônica que vinha experimentando nos últimos anos. "Paulo é invenção infinda, imensidão criativa que recusa a linearidade", comenta Halina no livro, sobre a busca constante do marido pela inovação. Nove das dez faixas são assinadas por Moura. Duas são só dele, sete são parcerias com André Sachs (também violonista, guitarrista e tecladista) e a outra é a clássica Caravan , de Irvin Mills, Juan Tisol e Duke Ellington, registrada em suingado arranjo de samba feito por Moura.”

Rodrigo Alves - O Popular - Goiania

“O livro acompanha o CD Fruto Maduro, produzido por André Sachs, parceiro escolhido pelo próprio Paulo Moura por ser, assim como ele, um obstinado pela excelência, dedicação e improvisação ao utilizar arranjos e estilos variados. O processo para a produção e finalização do CD levou cinco anos. As músicas do CD encartado com direção de Paulo Moura são: “Mulatas,etc e tal” (Paulo Moura), “Caravan” (Juan Tisol/Duke Ellington), com arranjo de Moura, “Coquetel” (André Sachs/Paulo Moura/Benita Michahelles), “Chorinho para Mignone” (Paulo Moura/André Sachs), “Macunaima” (Paulo Moura/ André Sachs), “Andina” (André Sachs/Paulo Moura), “Trem do Moura” (André Sachs/Paulo Moura), “Obstinado” (André Sachs/ Paulo Moura), “Mantenha o groove” (André Sachs/Paulo Moura) e “Chroma 2” (Paulo Moura). Paulo gravou 40 discos e tocou com mestres da música brasileira ... Afinal, quem era Paulo Moura? “Era um sopro divino”, fecha.”

Kubitschek Pinheiro - Correio da Paraiba

 

“O livro Paulo Moura, Um Solo Brasileiro traz o último trabalho autoral do músico encartado na edição. Fruto Maduro, em parceria com o guitarrista e amigo André Sachs, tem dez músicas inéditas, que passeiam entre samba, choro e erudita. O disco é resultado de mais de cinco anos de trabalho no estúdio de Sachs, e conta com a participação de uma série de outros músicos – incluindo o percussionista Laudir de Oliveira, que apresentou Sachs a Moura. “Trabalhamos muito tempo juntos”, diz Sachs. “Temos muitas coisas gravadas. Ele era muito perfeccionista, queria tudo exatamente como tinha pensado. Por isso também demorou, além de ter sido feito entre pausas para turnê”, conta o músico. Apesar das diferenças – Moura tinha o dobro da idade de Sachs –, o resultado foi aprovado pelo próprio clarinetista, que chegou a ouvir algumas músicas finalizadas. “A maioria das músicas são para dançar. Mostram mo­­mentos muito alegres dele, ainda bem, com saúde””

Rafael Costa - Gazeta do Povo

 

Master Clarinetist Paulo Moura teams up with producer/guitarist André "taturana" Sachs and master percussionist Laudir de Oliveira with the help of some esteemed and accomplished guests  



taturana.com
taturana.com

Paulo%20Moura%20%2F%20TaturanaQuantcast